quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Semana #2 (e #3)

Num ápice se passaram estas (quase) duas semanas e parece que eu só fiz puxos no cabelo da bailarina cá de casa...
E te digo, minha amiga, chego à conclusão que fazer puxos é uma arte... É gancho para aqui, gancho para ali, cabelo que sai da rede, rede que rebenta... UFA!!!!!!
Agora parece que já observamos progressos e já temos uma rede nova, à prova das minhas mãos!!!!!

Depois, à noite, porque os puxos eram feitos de manhã e à hora do almoço, ajudei o Gonçalo a treinar as palavras com pr, tr, cr, br, fr, dr... Uma risota ouvi-lo a dizer "Ferancisco", "perato", "Pedero", "beraga" (esta é a preferida dele, pois não quer ir para o estádio gritar "baga"), "Roderigo"... Vou ver se gravo para tu veres e ouvires!

Para que saibas o Gonçalo continua cada vez mais "vidrado" na playmobil... Já tem mais alguns apetrechos e a família cresce a olhos vistos. Agora já podem sair da piscina e ir ao supermercado! Nunca pensei que ele iria brincar tanto com a playmobil... 

Por estes dias tivemos a visita da nossa Duda Mary e fizemos uma sessão fotográfica para te mostrar!!!!!

De resto continua tudo na mesma... à exceção do tempo... 
Regressou a chuva!!!!!!! Um dia e já chateia...





quarta-feira, 25 de setembro de 2013

O melhor...

... de teres ido para essas bandas (sim, porque nós temos sempre que encontrar o lado positivo das coisas) foi teres levado o meu apetite contigo... 







domingo, 22 de setembro de 2013

À procura dos crocodilos...

Hoje vimos-te e foi tãooooooo bommmmmm! 
Pareceu-te que o Gonçalo estava um pouco alheado e estava mesmo. Mandou-te imensos beijos, apanhou os teus e ficou a assimilar a situação, a "visão" e a nossa conversa...
Acho que ainda lhe custa perceber o motivo pelo qual foste "trabalhar para outra escola" e porque levaste uma mala tão grande... Mas, ouve tudo, relaciona os assuntos todos e depois sai-se com declarações como esta!

Hoje fomos com o Joaquim ao rio... 
Coincidências, pois quando falamos contigo disseste que foste ao rio e até falamos dos crocodilos! 
Quando nos preparávamos para sair pergunta o Gonçalo:
- Mãe, no nosso rio também há crocodilos como no rio que foi a madrinha?
-Não, Gonçalo! No nosso não há...
- Imagina, mãe... (pensativo) Quero ir ver a madrinha onde ela está... Como se chama que não me lembro?
- Timor!
- Quero ir ver a madrinha a Timor e depois vou com ela ao rio ver os crocodilos!











quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Conversas por cá #1

- O senhor que foi à festa da minha escola tinha uma cara assustadora...

- Pai, ou ouves o futebol ou ouves a mãe. Decide-te! Ponto final, parágrafo...


- Mana, podes brincar comigo que o pai não se queixa, nem a mãe...


(16:30, cheio de sono, conversa no carro) 
- Não quero dormir na escola! Os novos é que dormem... Nós, os grandes, não dormimos! Dormir na escola é uma seca...



domingo, 15 de setembro de 2013

Semana #1

Prestes, prestes a fazer uma semana que foste...
Para mim, que adoro pegar no lápis e escrever, de rajada, o que me vai na alma, foi estranho sentir dificuldades em escrever este post... Tive que ir escrevendo, todos os dias um bocadinho até conseguir desconstruir o que queria construir... E não consegui! Aqui fica o possível!

Passada a inquietude inicial de te saber em Timor, ficamos descansados quando, depois de dois dias de viagem, te sentimos em terra firme!

Por cá a semana foi basicamente de preparação do novo ano letivo das crianças... Ainda conseguimos andar de Ferrari, cortar os cabelos, ir a um aniversário e a um batizado e o Gonçalo e o pai foram ao estádio ver o Braga, claro! Temos superpoderes!!!!!!

Ora bem, cá vamos aos pormenores!

Cada um dos teus pequenotes reagiu ao início da escola de forma diferente... A Carol, ansiosa com a mudança, teve tanta dificuldade em adormecer no dia anterior ao primeiro na nova escola. Tanta coisa nova: o espaço, os tempos, os professores, o horário... Agora está  mais descansada e muito contente por poder dançar todos os dias!
O Gonçalo... que dizer? A sentir-se o maior da escola e muito escandalizado porque os meninos novos que entraram para a sua turma choram muito (já se esqueceu de como foi a sua adaptação à escola há um ano)...
O Joaquim não gostou deste início de ano letivo... Aliás, detestou estar o dia todo sozinho em casa!

Depois, nos intervalos da nossa agenda, conseguimos pensar todos os dias em ti e sentir, já, saudaditas tuas e nossas, todos juntos! Valha-nos o nosso mega hiper super telemóvel que, graças a Deus, nos permite falar sem parar... E, assim, o longe se faz perto e todos os dias te sentimos junto a nós.







Acabadinho o jogo de futebol! Braguinha ganhou 3-2!!!!!!

domingo, 8 de setembro de 2013

Aqueles que passam por nós...

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.

Da autoria de S. Exupéry, é a minha citação de eleição... Mais do que isso, é um lema de vida, tal é a importância das relações (por muito pequenas que sejam) que mantemos com todos os que, num momento ou noutro, circulam na nossa vida.

A vida é feita de momentos, experiências e partilhas! Singularidades de cada um que se cruzam com as particularidades de outros... Quando este cruzamento é feliz dizemos, pensamos e sentimos os amigos!
Os amigos apoiam-se mutuamente, estão lá quando é preciso, mudam os seus planos quando o outro precisa, fazem quilómetros para estar junto...

Os amigos estão sempre lá... Mesmo com uma distância física de 17 000 km!

Os amigos choram, riem, discutem pontos de vista, mas sabem sempre que podem contar com o outro!

Assim é comigo e com os meus amigos... Alguns cruzaram-se na adolescência, na universidade e no trabalho e ficaram!  Mas, a maioria acompanha-me desde a infância...

Os amigos são da família! E a família é feita de amigos!

Habituamo-nos de tal forma às pessoas que não imaginamos a nossa vida sem elas...



Uma grande amiga parte, em breve, para uma missão em Timor e estou com dificuldade em imaginar a minha vida sem ela... Por isso, decidi pôr em prática a ideia que já tinha há muito tempo de criar um blogue...
Aqui, numa espécie de diário de bordo, espero partilhar com ela os registos mais importantes deste próximo ano e, claro, as conquistas, aventuras, diabruras e muitas "uras" dos pequenos Carolina e Gonçalo, que, sei, lhe farão muita falta...

A mim, Clara Vieira, vais fazer-me tanta falta que, em alguns momentos deste ultimo mês, pensei em renegar esta tua missão... Breves instantes de egocentrismo amigo que rapidamente foram inundados pela certeza absoluta que um ano passa muito rápido e que esta tua nova experiência de guerreira deve valorizar-se ao meu sentimento egocêntrico!
Obrigada por todos os dias e ainda mais pelos que se passarão neste próximo ano... Porque, também nós vamos viajar contigo... No coração... Sempre...